O que fazer (e o que não fazer) em caso de picada de cobra

Se você vive na cidade e raramente vai ao campo ou fica em locais de muito verde, pode até pensar que é difícil ser vítima de uma picada de cobra. No entanto, quando o assunto é assim tão sério, nunca é demais saber o que fazer caso você seja picado algum dia ou caso tenha que socorrer alguém que tenha sido vítima de uma cobra peçonhenta.

A primeira coisa que você precisa fazer, aliás, é que tempo é precioso nesses casos. Se você demorar para socorrer a vítima da picada de cobra o veneno pode ser fatal. No entanto, se os primeiros socorros forem eficientes e se a vítima receber atendimento médico rapidamente, apesar da dor, é possível amenizar as consequências desse tipo de ataque.

Mas, claro, é preciso saber que o soro antiofídico só pode ser administrado por profissionais capacitados. E, para que seja administrado o soro correto, é preciso saber qual cobra foi responsável pelo ferimento.

Como identificar uma cobra peçonhenta de uma cobra não peçonhenta?

Agora, falando em picada de cobra, é interessante saber que nem toda cobra inocula veneno durante a mordida. Esse é o caso das cobras não peçonhentas, que não colocam nossa vida em risco quando nos ferem.

Para saber se a cobra é ou não peçonhenta (e se a vítima da picada está mesmo correndo perigo) é preciso prestar atenção em alguns sinais, como o formato da cabeça, o estreitamento da cauda e assim por diante. Abaixo, na imagem, você aprende a identificar melhor a diferença entre elas.

Agora, é importante ressaltar que, no Brasil, existem também algumas espécies conhecidas como semi-peçonhentas ou opistóglifas. Elas contam com os dentes inoculadores no funda da boca, mas normalmente não conseguem dar uma mordida tão profunda ao ponto de injetarem o veneno.

Mesmo assim, existem casos registrados de vítimas de picadas de cobras semi-peçonhentas que enfrentaram complicações médicas e precisaram ter os sintomas contidos no hospital. É por isso que, independente do tipo de cobra, uma picada deve sempre ser tratada com cuidado e o paciente, levado ao médico o mais rápido possível.

O que fazer em caso de picada de cobra

1. Lavar o local da picada com água e sabão ou soro fisiológico.

2. A pessoa picada deve ficar deitada e o mais calma possível. A intenção aqui é impedir que o sangue se espalha rápido, atrasando também que o efeito do veneno em outras partes do corpo.

3. Manter o paciente hidratado, dando pequenos goles de água a ele.

4. Procure atendimento médico o mais rápido possível. Somente médicos podem prescrever o soro adequado.

5. Se possível, leve a cobra (viva ou morta) para ajudar o médico na identificação do soro correto a ser aplicado, já que cada cobra precisa de um soro diferente. Se não for possível filme ou fotografe o animal.

O que não fazer se levar uma picada de cobra

1. Não faça sucção do veneno. Isso é mito.

2. Não faça torniquete ou garrote.

3. Não corte o local da picada.

4. Não coloque folhas, pó de café ou qualquer outra coisa na ferida.

5. Não ofereça bebidas alcoólicas à vítima.

6. Não dê qualquer medicamento à vítima.

O que fazer em caso de picada de cobra não peçonhenta

Geralmente, a picada de cobra não peçonhenta deixa duas fileiras de pontinhos na pele, que são as marcas dos dentes da cobra. Caso a picada seja assim, você precisa:

1. Lave bem o local da picada de cobra, do centro para fora;

2. Aplique pomada antisséptica na ferida;

3. Faça um curativo com uma gaze levemente apertada;

4. Leve a vítima o mais rápido possível ao médico.

5. Estes passos só devem ser feitos quando existe a certeza que a picada foi de uma cobra não peçonhenta. Em caso de dúvida, siga as instruções para picadas de cobras venenosas.

E então, você já teve que socorrer alguém que levou uma picada de cobra? Você, já viveu algo assim? Não deixe de comentar!

Agora, falando em primeiros socorros, você precisa conferir ainda: Como prestar os primeiros socorros se alguém passar mal ao seu lado.

Fonte: Fui Acampar, Tua Saúde