Curiosidades

Perséfone: esposa de Hades e deusa do submundo na mitologia grega

Filha de Zeus e Deméter, Perséfone foi raptada pelo próprio tio e foi obrigada a viver no submundo, onde se tornou rainha

Por P.H Mota

De acordo com as ledas da mitologia grega, Perséfone era a deusa do submundo. Além disso, acumulava funções de deusa da agricultura, das estações, das flores, dos frutos, das ervas e da fertilidade.

Uma vez que era muito bonita, ela acabou chamando a atenção de vários deuses. Foi isso, inclusive, que a levou a viver no submundo, onde reinava ao lado de Hades como guardiã dos mortos.

Sua representação na mitologia costuma ser de uma mulher jovem muito bela. Além disso, é comum que ela esteja segurando um romã, fruto que comeu no reino de Hades. Para representar a agricultura, também costuma aparecer ao lado de ramos de trigo.

História

Perséfone - a história da esposa de Hades e deusa do submundo
Ancient History

Perséfone era filha de Zeus, senhor dos deuses, e Deméter, deusa da agricultura, colheita e fertilidade. Assim que nasceu, no Monte Olimpo, sua beleza rapidamente foi alvo de foco entre vários deuses. Apesar de protegida pela mãe, no entanto, acabou sendo capturada pelo tio. Enquanto ela colhia narcisos, Hades se aproximou e a levou para o submundo.

Por causa disso, Deméter entrou num estágio de tristeza profunda. Como deusa da agricultura, acabou afetando a produção de alimentos nos campos da Terra. Dessa maneira, os outros deuses precisaram intervir. A fim de evitar consequências graves para as plantações humanas, interviram para encontrar a garota perdida.

Deméter, então, descobriu que a filha estava no submundo e pediu a ajuda de Zeus. A princípio, Hades se recusou a permitir o retorno de Perséfone. Ele só concordou depois que ela foi enganada por um de seus planos. A jovem comeu uma romã, fruto que selou o casamento entra ela e Hadeus. Assim, ela deveria ficar ao lado do marido durante um período do ano.

Continua após a publicidade

Perséfone e Afrodite

Perséfone - a história da esposa de Hades e deusa do submundo
Expanded Universe

Além de ter chamado a atenção de Hades, a deusa bela também incomodou Afrodite. As duas rivalizavam pela beleza e chegaram a lutar pela posse de Adônis.

Para manter o belo rapaz, Afrodite o colocou dentro de um baú, que foi enviado aos cuidados de Perséfone. Foi aí, então, que ela se impressionou com a beleza e decidiu ficar com ele. A fim de evitar um conflito, Zeus decidiu que Adônis deveria ficar um terço do tempo com Afrodite e outro com a deusa do submundo, sendo livre para fazer o que quisesse no terço livre.

A jovem também chegou a atrair a atenção do próprio pai. Os dois tiveram um filho em forma de serpente, chamado Sabázio. Além disso, ela teve um relacionamento com Hércules, com quem teve o filho Zagreus.

Curiosidades

Perséfone - a história da esposa de Hades e deusa do submundo
Amanta Scott

Duas faces: é comum que a deusa seja retratada com duas faces, uma vez que vive em dois mundos diferentes e representa a vida e a morte.

Estações do ano: o mito é explicado para explicar as variações entre as estações. Quando estava ao lado de Hades, deixava a sua mãe triste e os solos inférteis, provocando o inverno.

Mitologia lusitana: segundo a mitologia lusitana, a deusa possui o nome de Atégina e é recebe culto por ser a deusa da primavera, fertilidade e renascimento. Ela visita o submundo procurando seu amor e decide ficar com ele quando vê que se transformou no deus local.

Continua após a publicidade

Versão romana: a mitologia romana se apropria de muitos mitos gregos, como é o caso aqui. Apesar disso, nessa versão a deusa tem nome de Proserpina.

Nome: antes de Hades raptá-la, a deusa se chamava Coré (ou Koré), que significa moça virgem. Só depois que foi viver no submundo ganhou o novo nome, com o significado aquela que destrói a luz.

Fontes: Toda Matéria, Info Escola, Educação, Dez Mil Nomes, Fatos Desconhecidos

Imagem de destaque: Amanta Scott

Próxima página »

Escolhidas para você