Ciência & Tecnologia

Qual é a cor do Sol e por qual motivo ele não é amarelo?

Para aprender qual é a cor do Sol de uma vez por todas precisa-se conhecer mais sobre teoria das cores e o funcionamento da atmosfera da Terra.

Pesquisas e estudos analisam qual é a cor do Sol para resolver de vez se ele é mesmo laranja ou amarelo. No geral, desenhos infantis e projeções tecnológicas alternam entre essas duas tonalidades. Porém, será que é mesmo a realidade da nossa maior estrela? Será que o Sistema Solar tem como protagonista uma grande bola de fogo laranja e amarela?

A princípios, estudos recentes e análises próximas de especialistas mostraram que o Sol é a mistura de todas as cores que imaginamos anteriormente. Porque a estrela é um corpo incandescente, ela emite luz em um espectro contínuo de cores. Sendo assim, estima-se que todas as cores do espectro visível tem presença no Sol, desde o vermelho até índigo e violeta.

Ou seja, é como se a cor do Sol fosse um arco-íris. Basicamente, um arco-íris é a própria luz do Sol passando por gotas d’água na atmosfera. Desse modo, a água atua como um prima, espalhando o espectro no formato do fenômeno. Porém, não é certo dizer que o Sol é multicolorido, então não pinte-o como se fosse um arco-íris redondo.

Sobretudo, estima-se que a mistura de todas as cores forma o branco. Portanto, a resposta para qual é a cor do Sol seria justamente branco, porque é a cor que ele emite a partir da mistura de todas as outras. No geral, vemos o Sol como amarelo por uma questão muito simples de espectro solar e teoria das cores.

Continua após a publicidade

Comumente, cada cor possui um comprimento de onda diferente e específico. Sendo assim, estima-se haver o vermelho em uma ponta, com a maior onda, e por último o violeta, com a menor onda. Mas calma e vem entender isso melhor a seguir:

Qual é a cor do Sol e como representar essa estrela direito?

Qual é a cor do Sol?

Em resumo, é como se a cor do Sol fosse um leque, ou uma paleta de cores, onde cada cor tem um comprimento de onda menor. Como consequência, os fótons, que são as unidades básicas do Sol, tornam-se mais dispersas e se agitam mais, quando em comparação com as ondas mais longas. Portanto, o vermelho, laranja e amarelo prevalecem, respectivamente.

Apesar disso, a luz não encontra resistência no espaço, tendo uma propagação livre e ampla. Ou seja, nada distorce os fótons. Porém, se olhássemos nossa estrela do espaço provavelmente a veríamos em branco e não como um caleidoscópio colorido. Sobretudo, as ondas de cor alcançam o cérebro no córtex visual, que processa a informação a partir do olho.

Continua após a publicidade

Por fim, veríamos a cor branca, como acontece ao rodar um disco de cores rapidamente. Basicamente, é como se as cores se dissolvessem numa massa uniforme. Em outras palavras, a resposta para qual é a cor do Sol varia, porque na teoria se trata de uma estrela com emissão multicor, mas aos olhos humanos seria branco.

Por outro lado, quando há entrada dos raios solares na atmosfera da Terra, as substâncias que protegem o planeta distorcem os fótons. Ainda que no espaço não haja interferência alguma, quando há contato com as moléculas da atmosfera terrestre, a situação muda. Logo em seguida, as ondas mais longas chegam até nos mais cedo, prevalecendo o amarelo porque tem uma onda média.

Em contrapartida, estima-se que uma observação com instrumentos especiais permitiriam uma distinção superior aos olhos humanos. Dessa maneira, veríamos que a radiação verde é a mais intensa dentre as cores do Sol, mas tem uma diferença mínima.

Qual é a cor do Sol e como representar essa estrela direito?

Continua após a publicidade

O que acontece no começo da manhã e no final da tarde?

Acima de tudo, o nascer do Sol e o pôr do Sol são eventos de ilusão ótica. Sobretudo, acontecem pela interação entre os raios dessa estrela e a atmosfera da Terra. Pois é, do mesmo jeito que os raios solares sofrem interferência ao adentrar a Terra, essa relação afeta a percepção da cor do Sol ao longo do dia.

Basicamente, nesses dois momentos, o Sol está em seu ponto mais próximo do horizonte. Como consequência, os raios solares passam por um número imenso de moléculas da atmosfera, em especial quando em comparação com outros momentos do dia. Apesar disso, o que acontece é um bloqueio mais amplo das cores frias do espectro.

Sendo assim, o vermelho, amarelo e alaranjado prevalecem com grande diferença sobre as outras cores do Sol. Mais ainda, os especialistas explicam que existe uma relação direta com a posição da estrela em relação ao nosso planeta. Ou seja, acontece o tal espalhamento de Rayleigh em que a dispersão da luz acontece por partículas muito menores que o comprimento da onda.

Portanto, é como se a atmosfera da Terra fosse uma gota de água por onde passa a luz solar antes da formação do arco-íris. No entanto, a formação química dessa camada faz com que haja dispersão dessas cores, e nós recebemos somente uma parte. Ademais, nos momentos de nascer ou cair do Sol o que acontece é que essa dispersão fica mais intensa porque as gotas de água são menores.

Continua após a publicidade

E aí, aprendeu qual é a cor do Sol? Então leia sobre Sangue doce, o que é? Qual a explicação da Ciência

Próxima página »

Escolhidas para você