Biografias

Quem foi Pelé? Vida, curiosidades e títulos

Saiba mais sobre Edson Arantes do Nascimento, ícone do futebol cuja história o lembrará com as seguintes palavras: o eterno rei Pelé.

Um dos melhores jogadores de futebol de todos os tempos, o famoso ‘Rei’ Pelé, nasceu em 23 de outubro de 1940. Seus pais, João Ramos (Dondinho) e María Celeste, o batizaram de Edson Arantes do Nascimento, embora seu nome só tenha sido usado para o registro, pois desde muito jovem, começaram a chamá-lo de Pelé.

Em suma, o apelido surgiu porque, quando criança, ele jogava como goleiro e era muito bom nisso. Alguns até lembraram Bilé, goleiro com quem ‘Dondinho’ havia jogado. Desse modo, eles começaram a chamá-lo assim, até que evoluiu para Pelé. Vamos saber mais sobre essa lenda do futebol brasileiro a seguir.

Infância e juventude de Pelé

Pelé nasceu na cidade de Três Corações, no estado de Minas Gerais porém, ainda criança foi morar com os pais em Bauru (interior de São Paulo) e vendia amendoim, passando depois a ser engraxate nas ruas.

Começou a jogar futebol ainda quando era um garoto e aos 16 anos assinou contrato profissional com o Santos, onde consolidou sua carreira, até sua passagem para o New York Cosmos por 7 milhões de dólares, um recorde na época.

Carreira no futebol

O ano em que estreou no futebol profissional foi 1957. Sua primeira partida oficial pela equipe principal do Santos Futebol Clube foi em abril, contra o São Paulo, e, mais uma vez, mostrou que era especial: fez um gol na vitória de sua equipe 3-1.

Pela linhagem goleadora, o jovem passou a ser conhecido como o ‘Pérola Negra’. De estatura mediana e grande capacidade técnica, caracterizava-se por ter um remate potente com ambas as pernas e grande antecipação.

Continua após a publicidade

Até 1974, Pelé demonstrou seu talento no Santos, time com o qual foi artilheiro em 11 torneios, conquistou seis Série A, 10 Campeonatos Paulistas, cinco Torneios Rio-São Paulo, duas vezes a Copa Libertadores (1962 e 1963), outras duas a Copa Internacional (1962 e 1963) e o primeiro Mundial de Clubes, também em 1962.

Vida pessoal

Pelé foi casado três vezes e teve sete filhos, um deles teve de ir a tribunal para ser reconhecido, saiba mais abaixo.

Casamentos

O jogador de futebol foi casado três vezes, a primeira delas em 1966, quando o atleta tinha 26 anos. Naquele ano, ele casou com Rosemeri Cholbi e a união durou 16 anos.

A versão oficial especificava que o divórcio se devia à distância imposta pelo trabalho. Segundo o jogador de futebol, eles começaram o relacionamento quando eram muito jovens e quando se casaram ele não estava preparado para isso.

Foi Assiria Seixas Lemos quem o conduziu pela segunda vez ao altar. A psicóloga e cantora gospel, de 36 anos, casou-se com o atleta em 1994, que na época tinha 53 anos. Eles se casaram 14 anos antes de seguirem caminhos separados. Não faz muito tempo, seu terceiro casamento; aliás, isso ocorreu em 2016, quando Pelé já tinha 76 anos.

A sortuda foi Marcia Aoki, que conheceu nos anos 80, embora só tenham iniciado o relacionamento em 2010. Embora essas tenham sido suas relações ‘oficiais’, aquelas que o levaram ao altar, elas não são as únicas mulheres que passaram pela vida do astro do futebol.

Filhos

Com a primeira esposa teve três filhos: Kelly Cristina, Edson e Jennifer. Durante esse período, também nasceu Sandra Machado, fruto de um caso entre Pelé e Anizia Machado. Ele negou ser o pai e durante anos ela lutou para ser reconhecida como filha dele.

Os tribunais concordaram com ele quando os testes de paternidade o confirmaram, mas Pelé nunca concordou. No entanto, Sandra faleceu em 2006 aos 42 anos devido a um câncer.

Em 1968 nasceu Flávia, filha do jogador de futebol e da jornalista Lenita Kurtz. Por fim, os dois últimos, os gêmeos Joshua e Celeste (nascidos em 1996), ele teve com sua segunda esposa durante o casamento.

Assim, Pelé teve sete filhos com quatro mulheres diferentes, foi casado com duas delas e depois casou-se pela terceira vez. A empresária brasileira de origem japonesa Marcia Aoki é a mulher que continua ao seu lado e que ele passou a definir como “a última grande paixão da minha vida”.

Quantas Copas do Mundo Pelé ganhou?

Pelé conquistou três Copas do Mundo com a seleção brasileira e é o único jogador de futebol da história a vencer a Copa do Mundo três vezes. O jogador levou o Brasil ao sucesso na Suécia 1958 (seis gols em quatro jogos), Chile 1962 (um gol em dois jogos) e México 1970 (quatro gols em seis jogos).

Ele também disputou duas partidas na Inglaterra 1966, torneio em que o Brasil não conseguiu passar da fase de grupos.

No total, Pelé disputou 114 partidas pela seleção, marcando 95 gols, sendo 77 em partidas oficiais. Aliás, sua participação no Santos durou três décadas. Após a campanha de 1972, ele permaneceu semi-aposentado.

Clubes ricos da Europa tentaram contratá-lo, mas o governo brasileiro interveio para impedir sua transferência, considerando-o patrimônio nacional.

Aposentadoria e vida política

Antes de pendurar as chuteiras, entre 1975 e 1977 jogou pelo New York Cosmos, onde popularizou o futebol entre o cético público americano. Com efeito, seu adeus esportivo foi em 1º de outubro de 1977 no Giants Stadium em Nova Jersey para 77.891 espectadores.

Já aposentado, dedicou-se a promover ações beneficentes e foi embaixador da ONU. Ademais, ele também foi Ministro do Esporte entre 1995 e 1998 no Governo de Fernando Henrique Cardoso.

Números, títulos e conquistas do Rei do Futebol

Além de conquistar três Copas do Mundo, Pelé conquistou mais 25 títulos oficiais num total de 28 vitórias. O Rei Pelé alcançou os seguintes títulos:

  • 2 Libertadores com o Santos: 1962 e 1963;
  • 2 Copas Intercontinentais com o Santos: 1962 e 1963;
  • 6 Campeonatos Brasileiros com o Santos: 1961, 1962, 1963, 1964, 1965 e 1968;
  • 10 Campeonatos Paulistas com o Santos: 1958, 1960, 1961, 1962, 1964, 1965, 1967, 1968, 1969 e 1973;
  • 4 Torneios Rio-São Paulo com Santos: 1959, 1963, 1964;
  • 1 campeonato da NASL com o New York Cosmos: 1977.

Homenagens e prêmios

Pelé foi o artilheiro da Copa Libertadores de 1965, do Campeonato Brasileiro de 1961, 1963 e 1964, foi eleito o melhor jogador da Copa do Mundo de 1970 e o melhor jogador jovem da Copa do Mundo de 1958.

Em 2000, a Fifa o proclamou o jogador do século XX com base na opinião de especialistas e federações. Outro voto popular, também promovido pelo máximo reitor do futebol, proclamou o argentino Diego Armando Maradona.

Já em 1981 o jornal esportivo francês L’Equipe havia concedido a ele o título de Atleta do Século, também ratificado em 1999 pelo Comitê Olímpico Internacional (COI).

Além disso, Pelé também esteve nas telonas, aparecendo em pelo menos uma dezena de obras, incluindo documentários e filmes sobre sua vida.

Morte de Pelé

Por fim, seus últimos anos foram marcados por vários problemas de saúde na coluna, quadril, joelho e sistema renal – ele vivia com apenas um rim desde a época de jogador.

Assim, aos 82 anos, Pelé faleceu no dia 29 de dezembro de 2022. A lenda do futebol brasileiro, único tricampeão mundial e um dos melhores da história do esporte, morreu de câncer de cólon.

Fontes: Brasil Escola, Ebiografia, Agência Brasil

Leia também:

Quem foi Garrincha? Biografia do craque do futebol brasileiro

Maradona – Origem e história do ídolo do futebol argentino

Por que o apelido o Richarlison é ‘pombo’?

Qual é a origem do impedimento no futebol?

Por que futebol nos EUA é ‘soccer’ e não ‘football’?

As 5 lesões mais comuns no futebol

80 expressões usadas no futebol e o que significam

Os 10 melhores jogadores de futebol do mundo em 2021

Próxima página »

Escolhidas para você