Ciência & Tecnologia

Rede 5G no Brasil promete revolucionar a conexão

A implantação da rede 5G no Brasil depende da implantação de uma completa infraestrutura, e vai começar somente nas capitais do país

A rede 5G no Brasil entrou em discussão com a aprovação do conselho diretor da Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel). Nesse sentido, no final de setembro, a Anatel liberou a minuta final do edital de licitação. Como consequência, estabeleceu-se o primeiro passo para a implantação dessa tecnologia no pais.

Mais recentemente, a organização encerrou o leilão do 5G. Basicamente, a sessão leiloou quatro frequências dessa rede entre diferentes empresas. Desse modo, se torna possível para que as companhias operem uma dessas quatro faixas de radiofrequência de uma tecnologia que promete revolucionar a conexão.

Curiosamente, a primeira faixa do leilão teve orçamento de 2,3 bilhões de reais e o período de vigor para exploração das faixas é de até 20 anos. Apesar disso, estima-se que o leilão da rede 5G no Brasil deve movimentar 49,7 bilhões de reais em capital, de acordo com a própria Agência Nacional de Telecomunicações.

Sendo assim, a expectativa é que a rede 5G tenha oferta até julho de 2022. Contudo, o plano inicial envolve as capitais e somente depois irá expandir para o interior. Por fim, a intenção principal é que até 2029 todas as demais cidades do Brasil tenham acesso à essa tecnologia.

Continua após a publicidade

Rede 5G no Brasil promete revolucionar a conexão

O que é 5G?

A princípio, e como o próprio nome sugere, a rede 5G no Brasil refere-se a um padrão e tecnologia da quinta geração. Desse modo, é um produto da indústria de telecomunicações. Ou sejam está disponível para redes móveis e de banda larga, mas também em outras redes de sistemas de comunicações.

Por exemplo, satélites, redes telefônicas, televisivas, emissoras de rádio, internet e afins. Mais ainda, a ideia é que as empresas de telefonia celular implantem a rede 5G no Brasil até 2029. Porém, no mundo, tem-se a utilização dessa tecnologia desde o final do ano de 2018.

Sobretudo, essa forma de conexão é sucessor das redes de 4G, mais comum atualmente. Apesar disso, ambas compartilham a característica comum de fornecer conectividade para grande parte dos dispositivos modernos. Contudo, a indústria de telecomunicações e tecnologia prevê a atualização de equipamentos para adaptar-se a essa revolução na conexão.

Continua após a publicidade

No geral, todos os dispositivos sem fio na rede 5G seguem o princípio básico de engenharia elétricas com conexão à internet e à rede telefônica. Mais especificamente, a partir de ondas de rádio que existem no transmissor local na células. Em outras palavras, as pequenas áreas geográficas das áreas de serviço da rede.

Acima de tudo, a principal vantagem entre a rede 5G no Brasil e no mundo diz respeito à conexão ultrarrápida por conta da maior largura de banda. Esse conceito, por sua vez, determina a medida de capacidade de transmissão, principalmente quando de pensa em rede ou conexão.  No entanto, também oferece outras vantagens.

Rede 5G no Brasil promete uma revolução na conexão

A rede 5G no Brasil

Porque a rede 5G no Brasil vai oferecer maior largura de banda, como acontece no mundo, as possibilidades são vastas. Sobretudo, a partir dessa atualização espera-se que a tecnologia não atenda somente telefones celulares. Desse modo, pode ser um produto para as empresas provedoras de serviços gerais de internet, como para laptops e computadores.

Continua após a publicidade

Também promete revolucionar a conexão em áreas como Inteligência Artificial e internet das coisas. Porém, isso representa uma perda dos dispositivos 4G, pois não funcionam sem fios habilitados para o 5G. Apesar disso, a ação do leilão do 5G surgiu como forma de iniciar os trabalhos da tecnologia no país.

No entanto, mesmo após a conclusão do leilão, com a venda para as empresas interessadas, ainda levará um tempo para que a tecnologia esteja em funcionamento. Nesse sentido, o prazo de implantação é julho de 2029. Em resumo, é fundamental que as operadoras que venceram o leilão invistam em infraestrutura para oferecer essa conexão.

Basicamente, é fundamental a instalação de fibras ópticas, e isso vai acontecer primeiramente nas 26 capitais brasileiras. Somente após esse período, que pode ser mais rápido de acordo com a demanda de consumidores e de mercado, que poderemos pensar em um alcance nacional. Ademais, ainda existe um processo burocrático da Anatel que as empresas responsáveis precisam cumprir.

E aí, aprendeu sobre a rede 5G no Brasil? Então leia sobre Profissões do futuro, quais são? 30 carreiras para conhecer hoje mesmo

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você