Ciência & Tecnologia

VAR: o que é e como funciona a assistência por vídeo?

Como na maioria dos esportes, a presença da tecnologia está presente no futebol, sendo o VAR uma de suas últimas inovações.

O VAR tornou-se um termo comum nas partidas de futebol desde 2016. O conceito que significa ‘Árbitro Assistente de Vídeo’ permite que o árbitro principal ou a equipe VAR revise certos incidentes.

A tecnologia entrou em campo pela primeira vez como teste no Mundial de Clubes de 2016 e oficialmente na Copa do Mundo da FIFA Rússia 2018. De início, sua aplicação gerou críticas e polêmicas. Contudo, sua reputação melhorou e hoje o sistema é visto como um dos grandes sucessos do futebol moderno.

Portanto, é indiscutível que o VAR deu outra dimensão ao futebol, proporcionando uma nova dose de dramaticidade, como consequência da necessidade de adaptar o futebol à tendência tecnológica que eclodiu em nossa sociedade anos atrás.

Mas o que exatamente é o VAR e como ele funciona? Neste artigo, vamos abordar sobre essa tecnologia com mais detalhes.

Continua após a publicidade

O que é e como funciona o VAR?

O sistema consiste em uma série de câmeras cujas imagens são avaliadas em uma sala com monitores de árbitros da FIFA, previamente treinados, que determinam ou sugerem a decisão a ser tomada pelo árbitro principal.

Em suma, o árbitro da partida está em contato via fone de ouvido com outro árbitro assistente, que controla o jogo em telas de vídeo ao vivo de outro local. Com efeito, o VAR entra em ação quando o árbitro de sala duvida de uma situação e decide assistir novamente a jogada para tomar uma decisão.

Quando isso acontece, ele entra em contato com o árbitro de campo e pede que ele interrompa o jogo. É então que ele desenha com as mãos o já famoso gesto de uma tela no ar e se aproxima da banda para rever a peça ou ouvir as instruções de seus assistentes. Normalmente, ele precisa tomar uma decisão em menos de dois minutos.

Lances em que o VAR pode intervir

Lances

Analisa-se as possíveis situações que infringem as leis do jogo, como impedimentos, faltas, mãos ou outras situações que possam ser consideradas falta.

Continua após a publicidade

Pênaltis

Os assistentes de vídeo garantem que nenhuma decisão errônea seja tomada quanto à marcação ou não de um pênalti.

Cartão vermelho

Verifica-se se a expulsão de um jogador foi correta ou não. Contudo, isso não se aplica no caso do cartão amarelo.

Identidade do jogador

Às vezes, ao confundir a identidade de um jogador de futebol, um árbitro pode mostrar um cartão a um jogador que não foi o protagonista de uma infração. Nesse caso, o VAR entra em ação e avisa ao árbitro que ele cometeu um erro.

Quando o VAR não pode ser usado?

O VAR não é usado para definir o rumo da partida

A autoridade do jogo é o árbitro e, portanto, é ele quem tem a última palavra na tomada de decisões sobre jogadas polêmicas. O VAR pode apenas fazer observações e dar uma recomendação, mas, em última análise, é o juiz da partida quem tomará a decisão final.

Continua após a publicidade

O VAR não pode invalidar uma partida

De acordo com as regras da FIFA 2019/2020, não se pode invalidar um jogo por conta de erros na operação do VAR, decisões errôneas nas quais o VAR participou, decisões de não revisar um incidente, revisões de situação ou decisões não passíveis de revisão.

Jogadores e técnicos não podem acionar o VAR

Ninguém mais pode solicitar que uma reavaliação de imagens com esta tecnologia. Então, se um jogador, diretor técnico, auxiliar de campo ou membro da comissão técnica exigir seu uso, pode ser passível de penalização.

O VAR não é obrigatório

Seu uso só sera feito quando o árbitro tiver alguma dúvida específica ou quando os membros do VAR observarem algo em particular e considerarem que o árbitro deve revisar a jogada.

Quais são os princípios básicos do VAR?

1. Apenas para erros incontestáveis ​​e decisivos

O VAR verifica todos os sets do jogo, mas só intervém nas jogadas em que houve erro manifesto.

Continua após a publicidade

2. Somente o árbitro toma a decisão final

O VAR é um auxiliar do árbitro, que é o único responsável por emitir o primeiro e o último julgamento de uma jogada. Portanto, o VAR nunca re-arbitra.

3. Nem o árbitro, nem os jogadores, nem os treinadores podem solicitar o VAR

Como visto acima, não é necessário pedir porque o VAR verifica todas as jogadas. Assim, somente o próprio VAR pode recomendar ao árbitro a revisão de uma jogada.

Quando e por quem o VAR foi inventado?

A implementação deste novo sistema, que surgiu em 2018, teve liderança de Pierluigi Collina e outros dois ex-árbitros de elite internacional: o italiano Roberto Rosetti e o espanhol Carlos Velasco Carballo.

No entanto, sua verdadeira origem remonta a duas décadas. O inventor Antonio Ibáñez de Alba, também responsável pelos veículos elétricos sem baterias ou a piscina anti-afogamento, patenteou em 1999 uma tecnologia muito semelhante à que agora assiste jogadores de futebol de todo o mundo com uma lupa.

Continua após a publicidade

Desse modo, apesar de todo este processo estar perfeitamente documentado, ninguém sabia da sua existência com a chegada do novo sistema.

Por fim, apesar das polêmicas em torno da criação do VAR, é certo que essa tecnologia teve sua aprovação em 2010 após um gol não cobrado a favor da Inglaterra em duelo contra a Alemanha nas oitavas de final do Mundial daquele ano.

Este evento acelerou o processo de chegada do assistente de vídeo graças ao trabalho do International Board, associação responsável por definir as regras do futebol mundial.

Fontes: Canaltech, Esportelandia, Globo Esporte, Portal Útil

Continua após a publicidade

Leia também:

Relembre TODOS os mascotes de Copa do Mundo até o La’eeb

Bolas de futebol: história, versões das Copas e as melhores do mundo

Copas do Mundo – História do mundial e todos os campeões até hoje

Continua após a publicidade

5 países que adoram torcer pelo Brasil na Copa do Mundo

23 curiosidades sobre os jogadores convocados por Tite para Copa do Mundo

Quem foi Garrincha? Biografia do craque do futebol brasileiro

Maradona – Origem e história do ídolo do futebol argentino

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você