Mundo Animal

Animais que brilham no escuro – Por que isso acontece e 8 exemplos

Pesquisadores ganharam Nobel de Química com animais que brilham no escuro. Muitas espécies usam a luz para autodefesa ou acasalamento.

Atualizado em 23/06/2020

Já ouviu falar em bioluminescência? Esse termo explica como funcionam alguns animais que brilham no escuro.

Isso porque algumas espécies podem emitir luz visível. É justamente sobre essa capacidade de alguns organismos vivos, que vamos buscar explicação em bases científicas.  

Curiosamente, entre as espécies bioluminescentes identificadas no mundo, 80% podem ser localizadas nos oceanos. Isso, sobretudo, só é possível devido aos químicos naturais. Eles usam a habilidade tanto em autodefesa contra predadores, quanto também pela necessidade de atrair outros da mesma espécie para acasalamento.  

Em síntese, o fenômeno já possui estudos científicos, porém, há dúvidas acerca das funções da bioluminescência e seus efeitos. Sendo assim, um artigo da pesquisadora Edith Widder, da Associação de Pesquisa e Conservação de Oceanos Fort Pierce, dos Estados Unidos, foi publicado para entender os animais que brilham no escuro.  

Animais que brilham no escuro
Imagem: Realidade Simulada

Pesquisa sobre animais que brilham no escuro 

Com bases científicas, a pesquisadora direcionou, basicamente, os estudos para animais marinhos. Entre eles, somam cerca de 700 espécies bioluminescentes registradas e, aliás, quase 80% estão no oceano. O processo básico da produção de luz, antes de mais nada, é semelhante em praticamente todas as espécies.

Além disso, a condição se explica pela enzima conhecida como luciferase, que se oxida em contato com a proteína luciferina. Ou seja, produzindo fótons de luz. 

Em contrapartida, há outra linha de explicação. Tal tese também foi publicada na revista Ciência Hoje, comparando este efeito à fotossíntese.

Dessa forma, na fotossíntese, os fótons são absorvidos pelo organismo vivo e a energia permanece em ligações químicas de compostos orgânicos.  Logo, na bioluminescência, as ligações dos compostos são quebradas em razão de oxidações similares à combustão, com a emissão de fótons. 

Animais que brilham no escuro
Imagem: Gizmodo

Iluminação das espécies

Devido à influência das águas do oceano, a maioria dos animais marinhos tem iluminação predominante é a azul. Logo depois, há registros de verde, violeta, amarelo e laranja. Mesmo assim, há algumas espécies que emitem outras colorações de luzes, porém, muitas vezes não são perceptíveis aos olhos humanos.   

Com base nos pesquisadores, as bactérias podem emitir cerca de 103 fótons de luz por segundo.  Já animais maiores, por exemplo, peixes e camarões, a média é de 1.012 fótons. 

Basicamente, a funcionalidade da luz é defesa contra os predadores. Inclusive, entre medusas, crustáceos, lulas e peixes, as partículas em forma de nuvens luminosas são usadas para cegar o predador. Ainda assim, tem outras espécies que usam a condição para camuflagem, chamada ainda de contrailuminação. 

Com efeito, os animais que brilham no escuro ainda usam a bioluminescência para conseguir alimentação ou também para um romance. Isso, afinal, é possível devido à irradiação dos raios de forma sincronizada entre os machos e as fêmeas.  

Apesar das pesquisas, os estudiosos têm dificuldade em catalogar as espécies, pois exige técnicas. Como exemplo, pode-se citar: iluminação infravermelha e altas tecnologias de imagem. Diante disso, as pesquisas ainda não são suficientes para explicar origens e comportamento de iluminação dos animais que brilham no escuro. 

Animais que brilham no escuro
Imagem: Diário Online

Nobel de Química 

Estudo sobre a bioluminescência, entretanto, já venceu o Prêmio Nobel de Química, em 2008. O prêmio, em suma, foi concedido aos pesquisadores que estudaram sobre proteínas fluorescentes.

As experiências, basicamente, contribuíram com o desenvolvimento de células nervosas, que atuaram no combate a tumores. Além disso, algumas bactérias bioluminescentes auxiliam na observação de fenômenos microscópicos.  

Pesquisas com clonagem  

Para aprimorar as pesquisas, em 2007, cientistas coreanos clonagem gatos, mediante modificação genética. Com isso, conseguiram inserir uma proteína capaz de brilhar no escuro sob luz ultravioleta. Kong Il-keun, especialista em clonagem, foi o responsável por manusear a proteína da fluorescência na pele de animais da raça Angorá Turcos.  

Em suma, clonar animais abre novos portas para a criação artificial de bichos com doenças humanas, principalmente, ligadas a questões genéticas. Com isso, o governo chinês acredita que é possível viabilizar tratamentos e remédios para determinadas doenças.  

Segundo os pesquisadores, a experiência em clonagem de animais poderia ajudar aqueles que estão ameaçados de extinção. Ou seja, com o intuito de manter a procriação.

Pesquisadores da Universidade Nacional de Seul também clonaram cães da raça Beagle com as características de transgênicos. Estes, sobretudo, também desenvolveram a capacidade de brilhar no escuro.

Ademais, os estudos sobre a bioluminescência também seriam úteis para avaliar doenças em humanos. Entretanto, ONGs de proteção aos animais são contra as experiências em animais, o que tem impedido que esse tipo de estudos avancem.  

8 animais que brilham no escuro  

Água-viva 

Dentre os animais que brilham no escuro, a água-viva é a mais conhecida, pois seu corpo reproduz luz resplandecente. Por isso, a condição é possível por conter proteína fluorescente, foto-proteínas e outras proteínas bioluminescentes. Essa espécie usa a iluminação quando se sente irritada ou para atrair presas.  

Animais que brilham no escuro
Imagme: Wallpaper

Vaga-lume 

Quem nunca viu um vaga-lume, não é mesmo? É considerado um inseto presente em jardins e em ambientes escuros. Estima-se que exista cerca de 2000 espécies.

Assim, eles brilham em razão de processos químicos causados pelo consumo de oxigênio. Dessa forma, liberam energia que se transformam em luz fria. Geralmente, a luz reflete dos órgãos do abdômen com diferentes cores, como por exemplo: amarelo, verde e vermelho. 

Animais que brilham no escuro
Imagem: Coisas da Roça

Krill antártico 

Com tamanho variando entre 8 e 70 mm, o crustáceo é peça importante na cadeia alimentar antártica, pois é fonte de alimento para focas, pinguins e aves. Antes disso, o krill possui vários órgãos que desprendem uma luz amarela-esverdeada durante uns 3 segundos. A reação é para evitar predadores e, assim, se mistura ao brilho do céu e o gelo. 

Animais que brilham no escuro
Imagem: Wikipédia

Escorpião 

Em resumo, o escorpião não brilha no escuro, apenas sob a luz ultravioleta. Isso ocorre mediante exposição a determinados comprimentos de onda. Assim, ele emite uma fluorecência azul-esverdeada brilhante. Não há estudos exatos sobre os motivos dessa reação em escorpião, porém pesquisas indicam que usa a luz a noite para caçar.  

Animais que brilham no escuro
Imagem: Acontece Botucatu

Lula Vaga-lume 

A lula vaga-lume, principalmente, encontrada na costa do Japão, acasala entre os meses de março e maio. Portanto, é o momento da bioluminescência, que se produz quando a luz da lua realiza uma reação química com as suas membranas externas.  

Animais que brilham no escuro
Imagem: Mega Curiosidades

Peixe-lanterna 

Assim como os demais animais que brilham no escuro, o peixe-lanterna possui mandíbulas e dentes grandes. Todavia, ele é identificado com o animal mais feio do mundo.  Além disso, ele possui na cabeça uma espécie de lanterna que ilumina o fundo do oceano e atrai presas e parceiros sexuais. 

Animais que brilham no escuro
Imagem: Pinterest

Água-viva-de-pente 

Essa espécie vive nos mares e representam grande proporção da biomassa de plâncton. Devido ao formato, algumas pode parecer vermes achatados. Entretanto, essa água-viva produz bioluminescência como defesa. Além disso, possui um par de tentáculos que reproduz a luz. 

Animais que brilham no escuro
Imagem: Notícia Viva

Cogumelos 

Apesar de não ser evidente, há cerca de 60 cogumelos que que emitem luz. Porém, a luz é mais fraca. E sim, cogumelos estão na lista por serem fungos, e não plantas!

Animais que brilham no escuro
Imagem: Pinterest

Curioso saber sobre os animais que brilham no escuro! Então, veja sobre o Cavalo marinho – Características, habitat, reprodução e curiosidades

 Fontes: Perito Animal Mundo Cultura Cultura Mix

Imagens: Acontece Botucatu

Coisas da Roça Wikipédia Mega Curiosidades Pinterest Notícia Viva Pinterest Realidade Simulada Gizmodo Diário Online