Saúde

Bob Saget morreu após bater a nuca e sofrer traumatismo craniano

De acordo com informações compartilhadas pela família, o ator Bob Saget morreu após bater a nuca, vítima de traumatismo craniano.

A família de Bob Saget, de 65 anos, revelou mais detalhes sobre a morte do ator. Saget, conhecido principalmente por seu trabalho na série “Três é Demais”, morreu após sofrer um traumatismo craniano. A confirmação das informações veio por meio de um comunicado, divulgado pelo site de notícias E!. No texto, eles informavam que Bob Saget morreu após bater a nuca “acidentalmente, mas pensou não ser grave e foi dormir na sequência”. A família ainda destacou que ele não bebeu ou usou drogas antes de morrer, como informado em laudo preliminar.

O ator estava morto quando encontrado em um quarto de hotel em Orlando, na Flórida, no dia 9 de janeiro. Durante a época, as autoridades locais não comentaram sobre detalhes do caso após a confirmação de sua morte. E mesmo que a família não tenha divulgado nada sobre o tipo de traumatismo craniano, os médicos explicam que ele pode ter sofrido uma hemorragia extradural. Nesse sentido, é quando há um sangramento entre o osso do crânio e a meninge, a membrana que envolve o cérebro.

Assim, Fábio Simões Fernandes, neurocirurgião do Hospital Brasília, comenta sobre o caso. “Uma característica desse traumatismo craniano é o que a gente chama de intervalo lúcido. A pessoa bate a cabeça, fica lúcida por um intervalo, e depois há um rebaixamento neurológico. Parece ser o caso do ator”. Da mesma forma, um “rebaixamento neurológico” significa que ele teria uma queda na consciência, ou seja, apresentou sintomas de desmaio, vômito, sonolência e dificuldade para mover os braços, falar ou andar.

Bob Saget morreu após bater a nuca e sofreu traumatismo craniano

Contudo, mesmo sem essas possíveis queixas, é essencial que a pessoa que tenha sofrido qualquer tipo de batida na região da cabeça fique em observação. Flávio Assad, membro da Sociedade Brasileira de Neurocirurgia, informa: “Se a pessoa bater forte a cabeça, com uma certa violência, mesmo sem desmaiar e se a dor passar, é importante levá-la ao hospital, principalmente se ocorrer perda da consciência.

“Ela deve ficar em observação e fazer exames. Ou, se não dá para ir ao hospital, a família precisa ficar atenta nas 24 horas, principalmente nas primeiras 6 e 12 horas, que é quando os sintomas podem surgir.”. Por fim, a pessoa também não deve dormir nas primeiras horas após um trauma. “Você pode até deixar dormir, mas precisa fazer uma vigilância para ver como estão as reações da pessoa”. É preciso acordar a pessoa a cada 1h ou 2h para ver se ela está consciente, fazer perguntas para checar sua memória e verificar pernas e braços para movimentos.

Próxima página »

Escolhidas para você