Ciência & Tecnologia

Novo teste de Covid-19 pode ser feito pela câmera do celular

Pesquisadores desenvolveram um teste rápido que revela a infecção por Covid-19 e ainda mede a carga viral usando a câmera do celular.

Imagine limpar suas narinas, colocar o cotonete em um dispositivo e obter uma leitura em seu telefone em 15 a 30 minutos que informa se você está infectado ou não pelo coronavírus. É exatamente nisso que pesquisadores agora estão trabalhando nesta nova técnica de diagnóstico da Covid-19 que permitirá que qualquer pessoa, incluindo aqueles em grupos de baixa renda, testem uma possível infecção pelo vírus usando a camêra do celular.

É isso mesmo, você não leu errado! E logo abaixo vamos te contar como esse novo teste funciona, confira.

Em que consiste essa nova técnica?

O novo método de teste foi feito por cientistas da Universidade da Califórnia, em Santa Bárbara, e requer apenas equipamentos de baixo custo. Desse modo, para configurar o equipamento de teste, os usuários precisarão apenas de uma placa quente, solução reativa e seus smartphones. Eles também devem baixar o Bacticount, um aplicativo gratuito desenvolvido pelos pesquisadores, em seus dispositivos.

Continua após a publicidade

Com efeito, os dados captados pela câmera do celular serão analisados, e o usuário saberá se testou positivo ou negativo para Covid-19. Aliás, os pesquisadores afirmaram que o celular para fornecer resultados precisos em menos de 30 minutos.

Além disso, de acordo com a pesquisa publicada na revista Cell, o novo teste de diagnóstico não apenas pode gerar um resultado positivo ou negativo; mas também mede a carga viral (ou a concentração de SARS-CoV-2, o vírus que causa o Covid-19) em uma determinada amostra.

Como funciona o teste de Covid-19 que pode ser feito pela câmera do celular?

Novo teste de Covid-19 pode ser feito pela câmera do celular

Continua após a publicidade

No novo teste, a proteína Cas13 é combinada com uma molécula repórter que se torna fluorescente quando cortada e depois misturada com uma amostra de paciente de um cotonete nasal, disseram os pesquisadores.

Continua após a publicidade

Posteriormente, coloca-se a amostra em um dispositivo que se conecta a um smartphone. Se a amostra contiver RNA do SARS-CoV-2, o Cas13 será ativado e cortará a molécula repórter, causando a emissão de um sinal fluorescente, disseram os cientistas.

Portanto, a câmera do smartphone, essencialmente convertida em um microscópio, pode detectar a fluorescência e relatar que um cotonete deu positivo para o vírus, segundo os pesquisadores.

Novo teste de Covid-19 pode ser feito pela câmera do celular

Eles dizem que o ensaio poderá se adaptar a uma variedade de telefones celulares, tornando a tecnologia facilmente acessível. Quando os cientistas testaram seu dispositivo usando amostras de pacientes, confirmaram que ele poderia fornecer resultados muito rápidos para amostras com cargas virais clinicamente relevantes.

Continua após a publicidade

Por fim, a pesquisa descobriu que o dispositivo detectou com precisão um conjunto de amostras positivas em menos de 5 minutos. Para amostras com baixa carga viral, disseram os pesquisadores, o dispositivo exigia até 30 minutos para distingui-lo de um teste negativo.

Então, achou interessante conhecer esse novo método de testagem da Covid-19? Pois, leia também: É possível voltar no tempo? Veja o que diz a ciência

Próxima página »

Escolhidas para você