Listas

10 formas naturais de baixar a pressão alta (hipertensão)

E quando a pressão sobe muito, tem como baixar? Saiba o que fazer para baixar a pressão alta, rapidamente, em caso de hipertensão ou não.

A hipertensão é uma condição em que a pressão arterial do corpo está alta. Ou seja, a força que o sangue faz contra as paredes das artérias mede um valor igual ou maior que 14/9.

Nesse sentido, ela deve ser tratada o quanto antes para evitar problemas mais graves de saúde que podem surgir a partir dela.

Algumas das consequências decorrentes da pressão alta não cuidada de forma adequada são, por exemplo, o infarto, o derrame, problemas renais, entre outros.

No entanto, é possível controlá-la sem o uso de remédios, por meio de uma mudança de hábitos, por exemplo, prática regular de exercícios físicos e alimentação saudável.

Contudo, é importante ressaltar que, caso o médico tenha prescrito remédios para esse fim, é necessário continuar seu uso de modo correto.

10 dicas naturais para baixar a pressão alta

1. Controle do peso

Essa dica é muito importante, uma vez que o peso afeta bastante a pressão arterial.

Além disso, eliminar a gordura do corpo também ajuda a reduzir o tamanho da circunferência do abdômen. Portanto, diminui o risco de surgir doenças cardiovasculares.

2. Seguir a dieta DASH

Esta dieta adota um estilo que garante o a perda de peso e, sobretudo, o controle da pressão arterial, com base na ingestão de alimentos específicos.

Entre os principais indicados, por exemplo, estão frutas, verduras, cereais integrais e derivados do leite, como iogurte natural e queijos brancos.

Além disso, a dieta reduz gordura, açúcares e carne vermelha, o que também ajuda a baixar a pressão. Aliás, alimentos enlatados, em conserva ou congelados também ficam de fora.

3. Reduzir o sal e o sódio ajuda a baixar a hipertensão

O ideal para baixar a pressão é ingerir menos de 6g de sal por dia.

Dessa maneira, é importante observar não só a quantidade de sal ao preparar receitas, mas também observar rótulos de alimentos para checar a presença do ingrediente.

Assim, na hora de cozinhar, experimente trocar o sal por outros temperos, como cominho, alho, cebola, salsinha, pimenta, orégano, manjericão ou folhas de louro, por exemplo.

4. Praticar exercícios físicos

A prática frequente de exercícios físicos ajuda a baixar a pressão arterial em 7 a 10 mmHg.

Isso ocorre, em virtude da repetição da atividade física de 30 a 60 minutos por dia, que melhora a circulação sanguínea e promove a saúde do coração.

Além disso, o processo também controla níveis hormonais que aumentam a pressão.

5. Parar de fumar como controle da hipertensão

O hábito de fumar é responsável por afetar o desempenho dos vasos sanguíneos. Além disso, provoca lesões nesses locais, elevando, então, a pressão arterial.

Sendo assim, cortar tal hábito ajuda a baixar a pressão e, até mesmo, reduzir o risco do surgimento de doenças cardiovasculares, inflamações e câncer.

6. Reduzir o consumo de álcool

Para baixar a pressão, também é importante controlar o consumo de bebidas alcóolicas.

Aliás, em todo o mundo, cerca de 16% dos casos de pressão alta estão associados ao consumo excessivo de álcool. Esse hábito também favorece uma série de outros efeitos negativos à saúde.

7. Controlar a ingestão de cafeína para baixar a pressão alta

O café é um dos pontos fracos de muita gente que não consegue viver sem o impulso de energia da bebida. No entanto, para algumas pessoas, isso pode apresentar algum risco no aumento da pressão arterial.

De forma geral, quem está acostumado a beber café com frequência não sofre nenhum efeito expressivo.

Porém, pessoas sem hábito de consumo ou pessoas mais sensíveis podem sentir um aumento de curto prazo na pressão arterial após ingerir cafeína.

8. Coma chocolate amargo ou cacau em pó

Os flavonoides presentes nesses alimentos relaxam os vasos sanguíneos, o que, por conseguinte, ajuda a abaixar a pressão.

9. Consumir mais potássio e magnésio

Alimentos ricos em potássio e magnésio são muito eficientes para baixar a pressão arterial, uma vez que são importantes para o metabolismo do sistema nervoso, dos músculos do coração e dos vasos sanguíneos, por exemplo.

Assim, a indicação diária é de 400mg de potássio para homens e 300 mg para mulheres. Já o magnésio pode ser consumido em cerca de 4,7 g por dia.

10. Reduzir o estresse

Altos índices de ansiedade e estresse são inimigos do corpo na hora de baixar a pressão. Dessa forma, é importante manter hábitos de relaxamento na rotina, como exercícios de respiração, meditação e yoga.

Além disso, investir em atividades sociais e de lazer também ajuda a regular emoções e hormônios que elevam a pressão, como adrenalina e cortisol.

Para pacientes com quadro clínico de ansiedade, é importante, sobretudo, procurar o tratamento com psicólogos ou psiquiatras.

E, falando nisso, esta matéria pode ser muito útil também  para quem precisa fazer esse controle e para quem quer prevenir o problema: alimentos podem aumentar ou estabilizar a pressão arterial.

Fontes: Tua Saúde, Fatos Desconhecidos, Dentalis, Saúde

Bibliografia

FUNDAÇÃO PORTUGUESA DE CARDIOLOGIA. Tudo o que precisa saber sobre Hipertensão arterial. 2013. Disponível em: <http://www.fpcardiologia.pt/wp-content/uploads/2013/08/Brochura-CRC-N%C2%BA-9-Hip.-Art..pdf>.

MINISTÉRIO DA SAÚDE. Hipertensão (pressão alta): o que é, causas, sintomas, diagnóstico, tratamento e prevenção. Disponível em: <http://www.saude.gov.br/saude-de-a-z/hipertensao#sintomas>.

SOCIEDADE PORTUGUESA DE HIPERTENSÃO. Hipertensão arterial (HTA): o que é?. Disponível em: <https://www.sphta.org.pt/pt/base8_detail/24/89>.

Próxima página »

Escolhidas para você