Curiosidades

Queijo mais duro do mundo é literalmente firme como uma rocha

O queijo mais duro do mundo chama-se chhurpi ou darkha, sendo um produto original das regiões com altas altitudes no leste do Himalaia.

O queijo mais duro do mundo se chama Chhurpi ou Durkha. Em resumo, consiste num queijo nepalês tradicional feito de leite de iaque ou chauri. Basicamente, esse animal surge do cruzamento entre uma vaca e um iaque, que por sua vez é um herbívoro de pelagem longa. É semelhante ao búfalo, sendo também um animal de rebanho.

Nesse sentido, é o leite do chauri que decorre desse cruzamento entre o iaque e o zebu, ou o iaque e uma vaca, que faz o queijo mais duro do mundo. Apesar disso, estima-se que esse produto é fundamental para sobrevivência de comunidades remotas no mundo. Sobretudo, encontra-se o leite necessário para criar o queijo em regiões muito específicas do globo.

No geral, os chauris tem criação em lugares que você provavelmente nunca ouviu falar no Nepal, um país asiático da região dos Himalaias. É o caso do distrito de Sindhupalchock, no país, que tem como fonte principal de rendimento e mercado a criação desses animais. Sendo assim, estima-se que o queijo mais duro do mundo é um produto tradicional de fabricação artesanal.

Comumente, pesquisas, relatos e materiais sobre o chhurpi mostram que os pastores nas terras altas do leste do Himalaia produzem esse queijo há décadas. Para fim de curiosidade, o durkha é riquíssimo em proteínas por conta do leite dos chauris. Além disso, apresenta um sabor defumado e uma consistência muito firme. Porém, ele torna-se um chiclete na medida que você o mastiga.

Continua após a publicidade

Origem do queijo mais duro do mundo

A princípio, sabe-se que o queijo mais duro do mundo é um petisco popular em regiões específicas da Índia. Porém, como tem origem no Nepal, tende a ser um produto usual nessa região, e também no Butão. Apesar disso, os consumidores passam horas mastigando o mesmo cubo de chhurpi ou durkha, de acordo com o nome convencionado na região.

Somente após cerca de duas horas é que o queijo se transforma numa substância mais macia, como acontece com as gomas de mascar mais firmes. Entretanto, não há perda do sabor original nesse tempo. Sendo assim, a ação do tempo e dos químicos presentes na saliva alteram a consistência. Contudo, o sabor tende a ser perfumado por conta do processo de defumação.

Sobretudo, o que faz do chhurpi o queijo mais duro do mundo são as condições de clima no Himalaia. Mais especificamente, a alta altitude na região e o duro estilo de vida faz com que o frio intenso afete as características do queijo. Por outro lado, é comum que produtos ainda mais simples, como carne vermelha ou peixe, sofram desse mesmo processo no Nepal.

Continua após a publicidade

Ademais, reportagens recentes da BBC mostram que o processo de produção do queijo existe que os produtores acordem de madrugada para ordenhar os chauris. Mais ainda, o tempo para separar o leite do creme dura três horas. A fim de considerar a diferença, é importante levar em conta que o queijo suíça demanda entre 35 e 40 minutos para gerar essa reparação.

Por outro lado, os fabricantes artesanais na região do Nepal afirmam que a produção precisa acontecer rapidamente antes que o leite azede. Comumente, pode-se coletar mais de 300 mil litros de leite por dia, a depender do número de chauris disponíveis no rebanho. Porém, em menos de 24h pode-se perder metade dessa quantia.

Queijo mais duro do mundo é literalmente firme como uma rocha
O queijo mais duro do mundo é um produto local

Curiosidades sobre o produto

Antes de mais nada, estima-se que o queijo mais duro do mundo surgiu há milhares de anos. Sobretudo, decorreu de uma necessidade de fazer algo a mais com o leite dos chauris. Em especial o que não poderia ser consumido ou vendido. Sendo assim, esse produto está enraizado na cultura e estilo de vida no Himalaia desde muito antes da adoção do tradicional mozarela no mundo.

Curiosamente, o queijo mozarela chegou ao Brasil entre os anos de 1860 e 1890. Ademais, entrou no país por meio dos mais de 970 mil imigrantes italianos que se estabeleceram no país durante a política de branqueamento e expansão da força de trabalho. No geral, o que faz com que o queijo mais duro do mundo tenha uma consistência tão firme é a baixa umidade em sua composição.

Continua após a publicidade

Ou seja, não havendo água e ar na mistura, como acontece com o macio queijo minas, ele se torna mais duro. Contudo, é essa característica que permita que ele dure por vários meses ou anos. Em resumo, acredita-se que o chhurpi dure entre 6 a 12 meses quando fermentado e envolvo numa pele animal para conservação.

Por fim, o alimento é amplamente consumido no Himalaia porque a fermentação e a desidratação aumentam sua durabilidade. Desse modo, os habitantes da região conseguem se alimentar do queijo e o tem como elemento da cultura alimentar. Acima de tudo, é importante lembrar que regiões de altas altitudes tem poucos suprimentos frescos e alimentos ricos em proteínas.

E aí, aprendeu sobre o queijo mais duro do mundo? Então leia sobre Angela Maxwell: a história da mulher que deu a volta ao mundo andando

Continua após a publicidade
Próxima página »

Escolhidas para você