Notícias

São Paulo decreta fim de uso obrigatório de máscara no estado

Na última quinta-feira (17), João Doria, governador do estado de São Paulo, decreta fim de uso obrigatório de máscara.

João Doria, governador do estado de São Paulo, anunciou na última quinta-feira (17) que utilizar máscara em locais fechados não é mais obrigatório. Assim, na ocasião em que São Paulo decreta fim de uso obrigatório de máscara, não é mais necessário utilizá-las em todos os ambientes. Contudo, ainda há uma exceção para transporte público, como metrô, ônibus e trens. Da mesma forma, locais onde se prestam serviços de saúde, como hospitais e postos de saúde, ainda precisam da peça.

O uso de máscara em locais abertos não é mais obrigatório desde o dia 9 de março. Já o novo decreto estava publicado em uma edição extra do Diário Oficial, e passou a valer já na quinta-feira. Assim, o uso agora é opcional em ambientes como comércios, salas de aula, escritórios, academias e outros. Além disso, prefeituras possuem autonomia para determinar regras em relação à pandemia. Contudo, o prefeito da capital, Ricardo Nunes (MDB), disse que vai acompanhar a decisão do estado.

Em sua conta do Twitter, Doria fez uma postagem relacionada ao decreto. “Acabo de assinar decreto que libera imediatamente o uso de máscaras em locais fechados em SP. O avanço da vacinação e a queda nas internações e óbitos permitem esta medida. Momento tão esperado depois de dois anos desafiadores. Estou muito feliz!”.

São Paulo decreta fim de uso obrigatório de máscara

CNN

De acordo com o governo de São Paulo, a decisão teve base em análises técnicas do Comitê Científico do Coronavírus de São Paulo. Nesse sentido, São Paulo decreta fim de uso obrigatório de máscara após levar em conta o índice de vacinação com duas doses da população. O número atingiu a meta definida pela Organização Mundial da Saúde (OMS), bem como do Ministério da Saúde, em 90%, Entre as análises, também se consideraram que, após os 14 dias do feriado de Carnaval, constataram-se melhoras nos indicadores epidemiológicos.

Tal melhora indicou até mesmo uma queda na transmissão da Sars-CoV 2 no estado. Assim, pela sexta semana seguida, São Paulo registra quedas de internações nos leitos de unidades intensivas. Na última semana, por exemplo, houve o registro da redução de 18,5% de novas internações.

Contudo, especialistas em saúde pública ainda são contrários à liberação de máscara em locais fechados. De acordo com eles, a média diária de casos da doença ainda é alta no país. Denise Garrett vice-presidente do Sabin Institute, comenta: “Faz sentido flexibilizar em ambiente aberto sim, mas em ambiente fechado não. É uma medida super eficaz contra o coronavírus e de pouco custo”. Nos dados do Ministério da Saúde divulgados na última quarta-feira (16), mais de 40 mil testes deram positivo para covid-19 nos últimos 7 dias.

Seja como for, na semana passada, Ibaneis Rocha (MDB), governador do Distrito Federal, também liberou o uso de máscaras em locais fechados. Ela já ocorria em locais abertos. E no dia 7 de março, a cidade do Rio de Janeiro suspendeu a obrigatoriedade em locais fechados, abertos e transporte público. De acordo com ele, a decisão foi baseada no bom cenário nos números da pandemia.

Fonte: Exame

Próxima página »

Escolhidas para você