Ciência & Tecnologia

26 curiosidades sobre o beijo que você não conhecia

Sabia que beijar faz bem à saúde? E que o beijo mais longo durou cerca de 58 horas? Confira aqui essas e outras curiosidades sobre o beijo.

Existem diversas curiosidades sobre o beijo, sobretudo, por ele ser uma das demonstrações de afeto e atração física mais presente em diversas culturas. O beijo é tão importante e adorado, que ele tem um dia internacional para ele: 13 de abril.

Além disso, o beijo também traz benefícios para saúde, não se limitando à troca de saliva, ele também possibilita a troca de sais minerais e gordura, queima calorias, aumenta a expectativa de vida e ainda alivia o estresse.

Gostou de saber? Então, confira, a seguir, mais algumas curiosidades sobre o beijo!

Curiosidades sobre o beijo

1. Curiosidade sobre o primeiro beijo

A maioria das pessoas se lembram de seu primeiro beijo com mais detalhes do que do dia em que perderam a virgindade. Uma pesquisa realizada na Universidade de Butler comprovou esse ponto de vista ao pedir para 500 pessoas para detalharem suas memórias sobre as duas experiências. O primeiro beijo, disparadamente, foi o assunto mais detalhado.

Continua após a publicidade

2. Mistério da humanidade

Ninguém sabe, realmente, porque a gente beija a boca de outras pessoas. A teoria mais aceita e que tenta explicar nossa mania de trocar saliva é a de que o beijo é uma maneira, encontrada pelos seres humanos, para trocar informações biológicas sobre seus possíveis parceiros.

Segundo contam, por meio dessa experiência a gente é capaz de dizer ou não se o relacionamento vai ter qualidade.

3. O beijo não está presente em todas as culturas

Segundo antropólogos, na Ásia, na África e até em algumas partes da América do Sul, o beijo na boca não está incluso em suas culturas.

Além disso, há ainda os lugares em que o beijo em público é condenado e visto como “falta de pudor” (ou de vergonha, se preferir). Em algumas partes dos Estados Unidos, por exemplo, o beijo em locais público é uma prática ilegal.

Continua após a publicidade

4. Tempo de beijo na vida

Estima-se que uma pessoa comum fique cerca de 20.160 minutos da sua vida beijando. Isso tudo resulta em 14 dias.

5. Origem da palavra

A língua que originou a palavra ‘beijo’ foi o latim, no entanto, há, nessa língua, três diferentes termos para denominar tipos de beijos diferentes: osculum, relativo ao beijo no rosto; suavium, um beijo mais suave e carinhoso, e basium, que deu origem à nossa palavra em português e se refere ao beijo na boca.

Curiosidades sobre o beijo e a saúde

6. Aumento da expectativa de vida

Um estudo realizado na década de 1980 descobriu que homens que beijam suas esposas antes de sair para o trabalho tendem a viver mais tempo. Isso porque eles ficam mais cautelosos e se envolvem em menos acidentes no trânsito.

Aliás, outra coisa que o estudo apontou é que os homens que mantém esse costume contam também com uma vida financeira mais próspera que os casados que não beijam suas mulheres antes de sair de casa. (Fica a dica!).

Continua após a publicidade

7. Preserva a saúde

Além de melhorar o bem-estar, os beijos podem realmente ajudar a preservar a saúde do corpo. Segundo estudos recentes, a troca de bactérias que ocorre durante um beijo aumenta nosso sistema imunológico.

Outras coisas que também acontecem: a saliva extra, resultante do ato de beijar, também ajuda a “lavar” as bactérias perigosas que temos na boca; e com os batimentos cardíacos acelerados, os vasos sanguíneos se dilatam, diminuindo a pressão arterial.

8. Redução do estresse

Ao longo do tempo, o beijo reduz os níveis de cortisol, conhecido como o hormônio do estresse. Isso faz com que as pessoas se sintam mais vivas e seguras. Assim, quanto mais tempo você passou beijando na vida, mais tranquilo e relaxado você se torna.

9. Prevenção contra cáries

Pelo fato de aumentar a quantidade de produção de saliva, o beijo colabora com a limpeza da boca e, consequentemente, com a prevenção contra cáries.

Continua após a publicidade

10. Medo de beijar

Por mais que pareça besteira, tem gente que desenvolve uma ansiedade crônica quando o assunto é dar um beijo. Segundos especialistas, é como se o medo e a insegurança do primeiro beijo se preservassem pela vida inteira, deixando alguns indivíduos aterrorizados somente com a ideia de beijar alguém. A doença, aliás, tem até nome e é conhecida como philemaphobia ou, simplesmente, medo de beijar.

11. Musculação com o beijo

Embora um beijo envolva principalmente o orbicular da boca, um músculo ao redor dos lábio; pesquisam científicas apontam que essa atividade envolve outros 146 músculos: 34 faciais e 112 posturais. Aliás, por essa musculação toda, beijar por 1 minuto queima, em média, 26 calorias.

Curiosidades sobre o beijo e a ciência

12. Posição do beijo

Duas a cada três pessoas viram a cabeça para a direita na hora do beijo. Esse foi o resultado de um estudo, publicado pela Revista Nature e realizado na Universidade de Ruhr, na Alemanha. Conforme a pesquisa, dos ​​124 pares analisados, 65 % tinham o hábito de entornar a cabeça para a direita.

13. Beijo no escuro

Na década de 1990, uma equipe da Universidade de Princeton, nos Estados Unidos, descobriu que alguns neurônios no córtex pré-motor do cérebro são importantes para a sensação tátil e para a consciência visual da área imediatamente em torno do rosto. Isso pode explicar por que é possível encontrar os lábios do parceiro depois das luzes se apagarem.

Continua após a publicidade

14. Química do beijo

Beijar libera os mesmos neurotransmissores (mensageiros químicos no cérebro) como aqueles que são liberados quando você se envolve em um exercício intenso ou usa drogas estimulantes, como a cocaína. Isso porque o ato do beijo faz com que o seu coração bata mais rápido e sua respiração se torne profunda e irregular.

15. Olhos abertos ou fechados?

De acordo com estudos, 66% das pessoas beijam com os olhos fechados, enquanto o restante gosta de observar a feição do parceiro durante esse momento.

16. Prazer do beijo

Acredita-se que o prazer presente no momento do beijo está relacionado ao fato de os lábios possuírem uma sensibilidade 200 vezes maior que o tato nos dedos, por exemplo.

17. Substâncias do beijo

Ao beijar, os corpos das pessoas envolvidas podem produzir substâncias 200 vezes mais fortes do que a morfina, levando em conta o efeito narcótico.

Continua após a publicidade

18. Vício em beijo

Ao beijarmos, nosso corpo libera maior quantidade de dopamina, o neurotransmissor que gera a sensação de desejo e euforia, assim como ocorre ao fazer uso de algumas drogas. Dessa forma, é comum e natural querermos beijar cada vez mais.

19. A razão do beijo

De acordo com a pesquisadora Sheril Kirshenbaum, no livro A ciência do beijo, o beijo ativa todos os nossos sentidos e, com isso, nos oferece pistas sobre uma possível compatibilidade e o potencial de um parceiro e, assim, nos ajuda a decidir se vale a pena ou não investir naquele relacionamento.

Curiosidades sobre beijos famosos

20. Foto do beijo

Uma das fotos mais famosas do mundo retrata um beijo entre um marinheiro e uma enfermeira. Para celebrar o fim da Segunda Guerra Mundial, na Times Square, em Nova York, o militar decidiu beijar a mulher que se encontrava ao seu lado no momento.

21. Beijo mais longo

Em 2013, ocorreu o beijo mais longo e o feito veio da Tailândia. O casal em questão ficou 58 horas, 35 minutos e 58 segundos se beijando.

Continua após a publicidade

22. Beijo cinematográfico

O beijo do cinema que foi mais reproduzido foi o de Jack (Leonardo DiCaprio) e Rose (Kate Winslet) na proa do Titanic (1997).

23. Primeiro beijo do cinema

O primeiro beijo do cinema ocorreu em 1896 no filme The Kiss. Quem protagonizou esse momento foi John C. Rice e May Irwin.

Outras curiosidades sobre o beijo

24. Beijos ilegais

Sabemos que beijos sem autorização são considerados assédio, no entanto, nos Estados Unidos, existem umas outras leis, diria até peculiares que envolve o ato de beijar.

No estado de Indiana, por exemplo, é ilegal um homem que tenha bigode ‘beije habitualmente seres humanos’. Já na cidade de Hartford, em Connecticut, considera-se ilegal um marido beijar sua esposa aos domingos.

Continua após a publicidade

25. Beijos medievais

Na Idade, os beijos eram levados tão a sério que, caso um casal fosse pego beijando, as pessoas seriam obrigadas a se casarem.

26. Deixar o beijo melhor

Segundo a educadora sexual Nathalia Ziemkiewicz, para que o beijo fique ainda melhor, é importante que haja sincronicidade. Para isso, relaxar os músculos da face, acompanhar o ritmo do parceiro e variar a intensidade são dicas importantes.

Além disso, usar o corpo todo na hora do beijo também deixa tudo mais gostoso.

Leia também:

Continua após a publicidade

Fontes: Viva Tatuapé, Capricho.

Próxima página »

Escolhidas para você