Deus Hades: conheça o deus grego do submundo

Hades era o deus do submundo dos mortos, na mitologia grega. Conheça mais de sua história e de Perséfone, a deusa que ele sequestrou

Deus Hades: conheça o deus grego do submundo

Hades é o deus grego do submundo, senhor dos mortos e do além. Representado como uma figura escura e misteriosa, com um capacete que o torna invisível e um bidente que representa seu poder sobre o submundo, Hades é o irmão de Zeus e Poseidon e, juntos, eles formam os três deuses mais poderosos da mitologia grega.

Para os romanos, Hades era Plutão.

História de Hades

De acordo com a mitologia grega, Hades nasceu dos Titãs Cronos e Réia. Quando Cronos derrubou o pai, Urano, ele temia que seus próprios filhos fizessem o mesmo com ele.

Para evitar que isso acontecesse, ele engoliu seus cinco primeiros filhos inteiros!

Continua após a publicidade

No entanto, quando Réia deu à luz Zeus, ela enganou Cronos dando-lhe uma pedra embrulhada em um cobertor, que ele engoliu em vez de Zeus. Mais tarde, o Rei do Olimpo voltaria para se vingar do pai e libertar os irmãos. Seguiu-se uma batalha de 10 anos entre deuses e titãs, que terminou com Zeus vitorioso.

Em seguida, os três domínios do mundo foram divididos entre os irmãos. Zeus ficou com os céus, Poseidon com os mares, e Hades, é claro, ficou com o Mundo dos Mortos.

Continua após a publicidade

Hades e Perséfone

Deus Hades: conheça o deus grego do submundo

Um dos mitos mais conhecidos associados a Hades é o rapto de Perséfone, filha de Deméter, a deusa da agricultura e da fertilidade.

Continua após a publicidade

De acordo com o mito, Hades se apaixonou por Perséfone e decidiu sequestrá-la e levá-la para o submundo para ser sua esposa e rainha. Deméter ficou arrasada e procurou pela filha incansavelmente.

Eventualmente, um acordo foi feito entre Hades e Deméter (com a interferência de Zeus, que era pai da menina) que permitiu que Perséfone passasse seis meses no submundo e seis meses na terra, com a mãe. É por isso que as estações do ano mudam.

Quem são os filhos de Hades?

Hades teve vários filhos, incluindo Zagreu, Macária e Melinoe.

1. Zagreu

Zagreu era filho de Hades e Perséfone. Ele era um deus da caça e precursor de Dionísio, o deus do vinho.

Continua após a publicidade

Segundo outra versão, mais conhecida, Zagreu era filho de Zeus e Perséfone, um jovem de beleza excepcional e habilidoso com a música e a dança.

Zagreu foi morto por titãs invejosos que o despedaçaram em pedaços a mando da Deusa Hera, mas seu coração foi salvo por Atena e dado a Zeus. O coração foi então usado para criar uma nova forma de vida, Dionisio, que se tornou o deus do vinho, da fertilidade e da celebração.

2. Macária

Macária era filha de Hades e Perséfone. Considerada a deusa da morte abençoada, dizia-se que aqueles que morriam uma morte pacífica eram levados por ela para os Campos Elísios.

Segundo outras fontes, a deusa da boa morte era filha de Héracles (Hércules, para os romanos) e Dejanira.

Continua após a publicidade

Na história, Hércules e Dejanira foram atacados pelo centauro Nesso. O herói conseguiu matar Nesso mas, antes de morrer, o centauro enganou Dejanira, dando-lhe um manto envenenado que ele disse que faria o filho de Zeus amá-la para sempre. Na verdade, o manto envenenado causou grande dor e sofrimento a Hércules.

Depois de ver o sofrimento de seu pai, Macária se ofereceu para morrer em seu lugar, a fim de trazer-lhe a libertação da dor. Hércules ficou comovido com o amor e sacrifício de sua filha e a deificou, tornando-a uma deusa da boa morte.

Macária é frequentemente associada à ideia de uma morte pacífica e sem dor, e seu mito era importante para os antigos gregos que acreditavam na importância de uma boa morte para a vida após a morte.

3. Melinoe

Melinoe era filha de Hades e a deusa dos fantasmas. Dizia-se que ela era capaz de enlouquecer as pessoas com sua aparência fantasmagórica.

Continua após a publicidade

Segundo registros órficos, Melinoe era uma deusa ctônica da noite e dos espíritos da morte, filha de Zeus e Perséfone. Ela tinha uma aparência sinistra, retratada como uma mulher com metade do corpo preto e a outra metade branca, simbolizando a dualidade da vida e da morte. Estava associada a visões noturnas e pesadelos, bem como à necromancia e aos mortos-vivos.

Adorada em rituais de mistério realizados à noite, os participantes invocavam a deusa para obter proteção e orientação na vida após a morte. Seus cultos ficaram ligados a práticas secretas, considerados tabus ou proibidos pelas autoridades religiosas.

Melinoe é uma figura obscura na mitologia grega, que não aparece em muitas histórias. Ela era adorada principalmente por grupos marginais e místicos que procuravam entrar em contato com o mundo dos mortos e das forças espirituais ocultas.

O que Hades representa?

Hades é associado à morte, à escuridão e ao submundo. No entanto, ele também representa a riqueza da Terra. Afinal o submundo é um lugar de grandes tesouros e metais preciosos, além de gemas enterradas profundamente.

Continua após a publicidade

Uma das principais representações de Hades é seu capacete de invisibilidade, que lhe permite se mover livremente pelo mundo dos mortos sem ser visto. Isso simboliza o poder de Hades de controlar e manipular a morte e o mundo dos mortos, e também a ideia de que a morte é uma transição invisível entre a vida e a vida após a morte.

Além disso, Hades é retratado como um rei austero e sombrio, rodeado por espíritos da morte e do sofrimento. Isso simboliza a inevitabilidade da morte e a ideia de que todas as coisas devem eventualmente retornar à terra.

Outra imagem comum associada a Hades é a do rio Estige, que os mortos devem atravessar para chegar ao submundo. Isso simboliza a separação entre o mundo dos vivos e o mundo dos mortos, e a ideia de que a morte é uma jornada que todos devem fazer.

Como ele era visto pelos religiosos da Grécia Antiga?

Hades, o deus grego do submundo, representava a morte, a escuridão e o desconhecido. Ele era visto como uma figura temível, misteriosa e poderosa que governava sobre os mortos e o além. Porém, Hades também simbolizava a riqueza da terra e dos metais preciosos que se encontravam no subsolo.

Continua após a publicidade

Os gregos antigos acreditavam que, após a morte, as almas dos mortos viajavam até o submundo, onde eram julgadas e encaminhadas para um dos três reinos: o Tártaro (para os piores criminosos), o Érebo (para aqueles que não tiveram uma vida honrada, mas também não foram maus) e os Campos Elísios (para aqueles que tiveram uma vida virtuosa).

Os cultos para Hades eram para aqueles que buscavam ajuda no contato com os mortos. Havia festivais em homenagem a Hades e sua esposa Perséfone, onde se ofereciam sacrifícios em suas honras. Acreditava-se que Hades podia ser implacável, mas que também era capaz de mostrar misericórdia e justiça em suas decisões.

No vídeo abaixo, você confere todos os poderes de Hades na mitologia grega:

Continua após a publicidade

Fontes: Toda Matéria, InfoEscola, Aventuras na História

Outras postagens