Listas

16 cachorros mais perigosos e bravos do mundo

Na maioria das vezes, os cachorros mais perigosos do mundo são resultado de cruzamentos com foco em violência, bem como maus-tratos.

Por P.H Mota

Os cachorros mais perigosos do mundo são, em primeiro lugar, o cão-lobo; seguido de presa canário; em terceiro lugar, o chow-chow. No entanto, isso não significa que todos os animais dessas raças serão agressivos.

Com efeito, faz parte do instinto de algumas raças atacar ou se defender com mais frequência e intensidade. Além de alguns desses animais também terem uma mordida mais forte ou poderem atacar de forma mais agressiva.

Contudo, a conduta do animal considera o instinto, mas também o tipo de criação e atenção que se dá ao pet.

Por isso, é importante que, ao adquirir algum cachorro destas raças, se faça um adestramento adequado, apresentando os limites e mostrando a sua autoridade diante dele. Dessa forma, os cães se tornarão mais sociáveis com outras pessoas e animais em seu território.

Outro ponto a ser observado é quanto à insegurança do cachorro. Muitas vezes, os cãezinhos que são maltratados reagem de forma agressiva para se defenderem. Assim, é crucial que o adestramento seja tranquilo e sem violência.

Mais um fator que pode despertar a violência de um cão é seu estado de saúde, uma vez que, da mesma forma que um animal com medo, um animal doente ou machucado também pode ser, inclusive com seus tutores.

Continua após a publicidade

Sendo assim, conheça os traços de algumas raças vistas como menos dóceis.

16 cachorros mais perigosos do mundo

1. Cão-lobo, um dos cachorros mais agressivos

Cão-lobo
Dogs PT Magazine

Assim como o nome sugere, o cão-lobo é uma raça híbrida resultado do cruzamento de um cão com um lobo e nativo da República Tcheca. Dessa maneira, os filhotes desses cruzamentos são, naturalmente, mais selvagens e agressivos em relação à caça e à comida.

Esses cachorros são de um porte grande, com, no mínimo, 65 cm de comprimento e pesa, em média 26 kg. Além disso, a sua mordida está entre as três mais fortes entre os cães.

Tutores sem experiência, portanto, não devem se relacionar com animais assim, pois eles oferecem riscos se não tiverem o tratamento adequado.

2. Presa canário

Presa canário
Sobraci

Também chamada de dog canário, a raça é natural das Ilhas Canárias. Em geral, os cachorros da raça têm, aproximadamente, 66 cm e pesam, em média, 65 kg.

Essa raça tem uma das mordidas mais fortes entre os cães e pode ser brava e desconfiada diante de desconhecidos. Por causa disso, é comum utilizá-los como cães de guarda.

Continua após a publicidade

Por outro lado, deixa de ser um cachorro perigoso perante pessoas em quem confiam, quando apresentam uma personalidade dócil e fiel.

3. Chow-chow

Chow-chow
Petz

A aparência de ursinho de pelúcia do chow-chow pode sugerir que é um animal dócil, mas a verdade é que podem ser cachorros agressivos.

Essa raça apresenta o comprimento médio de 56 cm e o peso maior do que 30kg. Além disso, os cachorros dessa raça têm uma das mordidas mais fortes dentre os demais cães.

Ademais, o chow-chow é um animal muito territorialista e pode atacar pessoas que ameaçam seu espaço ou seus donos. Para evitar comportamentos agressivos, o dono deve passear com o cachorro com frequência, bem como realizar alguns treinamentos específicos.

Dessa forma, não se recomenda essa raça para qualquer pessoa.

4. Doberman, um cachorro enorme e agressivo

Doberman
Geração Pet

O doberman é uma raça nativa da Alemanha, muito usada como cão de guarda. Suas principais características envolvem a inteligência, a lealdade e a atenção.

Continua após a publicidade

Em razão disso, muitos animais dessa raça passaram por tratamentos violentos, a fim de desenvolverem reações agressivas. Em meados dos anos 80 e 90, era visto como o cachorro mais perigoso do mundo por causa de sua utilização em filmes e séries de TV.

Os cães dessa raça apresentam 70 cm de comprimento e mais de 40 kg. Embora essas medidas assustem, se os cachorros forem bem adestrados, eles convivem muito bem, inclusive, com crianças.

5. São Bernardo

São Bernardo
Clube para Cachorros

Cães da raça São Bernardo, que ficaram famosos por causa do personagem Beethoven, são utilizados em missões de resgate nos Alpes Suíços.

No entanto, também pode ser ótimos cães de guarda, uma vez que podem apresentar comportamento agressivo quando ameaçados e por terem um forte instinto protetor.

Além disso, é uma raça que demanda um treinamento firme e intenso para que seja mantida sob controle, principalmente, porque não queremos um animal de 70 cm de comprimento e cerca de 90 kg descontrolado, não é?

6. Malamute do Alasca

Malamute do Alasca
InfoEscola

A princípio, os malamutes foram desenvolvidos para contribuir com caçadores e puxar trenós no Alasca. Entretanto, são animais de personalidade forte e difíceis de treinar, além de terem atitudes antissociais.

Continua após a publicidade

Eles apresentam 70 cm de comprimento e, em média, 60 kg, sendo extremamente fortes. Caso não mantenham uma rotina frequente de atividades físicas e brincadeiras, podem se tornar cães perigosos, quase como lobos.

7. Husky siberiano, um cachorro perigoso

Cachorro mais perigoso do mundo - 14 raças que precisam de cautela
dog hero

O desenvolvimento dos huskies é similar ao dos malamutes, mas vivem nas regiões da Sibéria. Cães dessa raça também possuem instintos mais primitivos e podem ser agressivos, especialmente, com crianças.

Isso porque o tamanho delas pode se parecer com o de presas naturais, tornando-se possíveis alvos, já que esses cães podem medir entre 50 e 60 cm de comprimento e pesar até cerca de 30 kg.

Apesar de figurar nas listas de cães agressivos, os huskies não são bons cães de guarda, uma vez que podem ter problemas comportamentais. Dessa forma, é muito importante que eles recebam um adestramento adequado.

8. Pastor do Cáucaso

Cachorro mais perigoso do mundo - 14 raças que precisam de cautela
dog hero

O pastor do Cáucaso também é natural da Rússia, onde tinha função de cão de guarda nas fronteiras alemãs, graças ao seu comprimento de 70 cm e seu peso de mais de 90 kg.

Podem ser utilizados para cuidar de rebanhos, mas se tornam cães agressivos quando treinados para atacar. Caso não passe por treinamentos específicos, demonstram temperamento forte e pouco sociável.

Continua após a publicidade

No entanto, com o tratamento e adestramento adequado, esses cães se mostram com grande calma, independência, além de serem muito fiéis aos seus tutores.

9. American bandogge

Cachorro mais perigoso do mundo - 14 raças que precisam de cautela
K9 Web

O american bandogge apresenta uma aparência bem intimidadora, principalmente, por conta de seus 70 cm de comprimento e 60 kg. Assim, devido ao seu aspecto muscular, algumas pessoas submetem esses animais a tratamentos violentos, gerando cachorros agressivos, reativos e impacientes.

No entanto, se forem adestrados de forma adequada, eles se mostram como cachorros fiéis, inteligentes e protetores. Dessa forma, esse tipo de treinamento é imprescindível.

10. Fila brasileiro

Cachorro mais perigoso do mundo - 14 raças que precisam de cautela
Farejador de Cães

A raça nativa do Brasil também é conhecida como mastiff brasileiro. O fila tem ótima habilidade de rastreamento, mas pode ser um cachorro agressivo caso não receba tratamento adequado.

Por conta de seu grande porte, de até 75 cm de comprimento e pesando até 30 kg, ele chegou a ser proibido em alguns países.

Entretanto, se forem devidamente adestrados, eles serão ótimos protetores, muito fiéis e brincalhões.

Continua após a publicidade

12. Rottweiler, famoso por ser um cachorro perigoso

Cachorro mais perigoso do mundo - 14 raças que precisam de cautela
diferença

O rottweiler tem um potencial letal quando decide atacar uma vítima e, por isso, está entre os cachorros mais perigosos do mundo. Além disso, por apresentar feições ameaçadoras, um comprimento de cerca de 70 cm e pesando 60 kg, ele pode reforçar essa má fama.

No entanto, o comportamento agressivo só se desenvolve quando o animal sofre maus-tratos durante a criação, muitas vezes intencional. Dessa maneira, suas habilidades de guarda, velocidade e força acabam se tornando traços perigosos.

Caso recebam um tratamento adequado, esses cães são extremamente amorosos, carinhosos e companheiros. Se dão bem, inclusive, com crianças.

13. Pastor alemão

Cachorro mais perigoso do mundo - 14 raças que precisam de cautela
Petz

O pastor alemão pode estar na lista de cachorros mais perigosos do mundo, mas também é destaque como protetor, vigilante e inteligente. Isso porque não costuma se intimidar diante de ameaças ou invasões a seu território.

O treinamento para ataque pode ser tão eficaz que, na Primeira e Segunda Guerra, o pastor era uma raça militar utilizada para atacar soldados. Fora que suas características físicas também contribuem para se tornarem bons cães de guarda, com comprimento entre 57 e 62 cm e pesando entre 30 e 43 kg.

14. Pitbull

Cachorro mais perigoso do mundo - 14 raças que precisam de cautela
Petz

Popularmente, o pitbull é o cachorro mais perigoso do mundo. Isso porque, por muito tempo, esses animais foram criados como cães de briga, passando por tratamentos violentos que formavam a personalidade agressiva.

Continua após a publicidade

Sua mordida está entre uma das mais fortes da espécie, embora ele não seja um dos maiores da nossa lista, medindo, em média, 48 cm e pesando até 30 kg.

Se forem criados de forma adequada e sem violência, esses cães se apresentam como muito carinhosos e fiéis aos seus tutores, além de se darem bem com estranhos e crianças.

15. Dogue alemão

Cachorro mais perigoso do mundo - 14 raças que precisam de cautela
Folha S. Paulo

O dogue alemão pode figurar entre os cachorros mais perigosos especialmente por seu tamanho exagerado: é o cão mais alto do mundo, podendo atingir até 111 cm de altura e pesando entre 80 e 90 kg.

Além disso, em sua origem era utilizado para caçar animais como veados e javalis, na Alemanha. Entretanto, o dogue alemão é tipicamente doméstico, sendo também um ótimo pet, especialmente para quem não pode fazer muitos passeios.

16. Bullmastiff

Cachorro mais perigoso do mundo - 14 raças que precisam de cautela

Apesar de estar na lista entre os cachorros mais perigosos do mundo, essa raça é muito famosa também por ser amorosa. Normalmente, trata-se de cães grandalhões, que podem chegar até 70 cm de comprimento, e pesar entre 50kg e 60kg. Eles também contam com pelagem curta e cabeça grande.

Continua após a publicidade

Ou seja, eles costumam assustar pela aparência. Contudo, são muito companheiros e destemidos. Eles são, inclusive, ótimas opções de cães de guarda, e se dão muito bem com crianças.

O problema, no entanto, está na devoção que têm com relação aos seus tutores. Eles são muito protetores e pesados, o que pode acabar causando acidentes, especialmente se não forem bem treinados.

Gostou do post? Então, provavelmente, você vai gostar também dessa outra matéria: Quantos anos vive um cachorro? Raças de cães e expectativa de vida.

Fontes: Só Científica, Guia Animal, Zoo Plus.

Próxima página »

Escolhidas para você