Curiosidades

Nome dos planetas – Origem, história e relação com a mitologia

O nome dos planetas foi escolhido há séculos e adaptado por astrônomos mais tarde. Eles são baseados na mitologia greco-romana.

Atualizado em 05/10/2020

Os nomes dos planetas do Sistema Solar só foram oficializados em 1919. Isso porque, para oficializar, era preciso de um órgão que cuidasse dessa atribuição. Desse modo, especialistas criaram a União Astronômica Internacional (IAU). No entanto, muitos corpos celestes já tinham o nome há séculos.

Sendo assim, os integrantes da IAU precisaram escolher o nome de cada corpo celeste. As estrelas, por exemplo, tem nomes de siglas. Já os planetas-anões tem nomes pronunciáveis. Os planetas, por sua vez, tem nomes que remetem à mitologia. Contudo, os nomes dos planetas são antigos.

Os nomes dos planetas como conhecemos vem da mitologia romana. No entanto, outros povos criaram termos diferentes ao longo do tempo. Na Ásia, por exemplo, Marte era a Estrela de Fogo. Já para os orientais, Júpiter era a Estrela de Madeira.

História do nome dos planetas

Fonte: Toda Matéria

A priori, os primeiros a nomear os planetas foram os sumérios. Esse povo vivia na Mesopotâmia, território que hoje pertence ao Iraque. Essa primeira nomeação aconteceu há 5 mil anos, quando eles identificaram cinco estrelas que se moviam no céu. No entanto, não tratava-se de estrelas e sim de planetas.

Sendo assim, os sumérios deram aos planetas nomes de deuses nos quais acreditavam. Anos mais tarde, os romanos renomearam os planetas usando nomes de suas próprias divindades. Por isso, até hoje, o nome dos planetas é uma homenagem à mitologia greco-romana.

Antes de explicar o nome de cada um dos deuses, é importante fazer uma ressalva sobre Plutão. Isso porque, ele foi considerado planeta até 2006, quando a UAI passou a considerá-lo como planeta-anão. A mudança aconteceu, pois Plutão não possuía as três características necessárias para ser considerado um planeta:

  • estar em órbita ao redor de uma estrela;
  • possuir gravidade própria;
  • possuir órbita livre.

Planetas do Sistema Solar e a mitologia greco-romana

Vamos, então, entender como o nome dos deuses foi atribuído aos planetas.

Mercúrio

Fonte: UFMG

Inicialmente, o nome é uma referência a Hermes, mensageiro dos deuses. Ele era conhecido por sua agilidade. Desse modo, o planeta foi nomeado porque é o que completa a volta em torno do sol mais rápido. O nome Mercúrio é como o mensageiro era conhecido na mitologia romana.

Vênus

Fonte: UFMG

Já Vênus, foi nomeado em homenagem à deusa do amor e da beleza. Isso porque, o brilho do planeta encantava os romanos durante a noite. Além disso, a deusa que deu nome ao planeta também é conhecida como Afrodite.

Terra

Fonte: Amino Apps

Apesar de hoje ser chamada de Terra, antigamente ele era conhecido como Gaia (uma titânide) pelos gregos. Os romanos, por sua vez, chamavam de Telo. Contudo, a palavra Terra, em si, é de origem germânica e significa solo.

Marte

Fonte: Mitos e Lendas

O que mais chama atenção nesse caso é, sem dúvida, a cor vermelha. Por isso, ele foi nomeado em homenagem ao deus da guerra Marte. Provavelmente, você já ouviu falar desse deus na versão grega, Ares.

Além do planeta em si, seus satélites também possuem nomes mitológicos. A maior das luas de Marte, por exemplo, chama-se Fobos. Isso porque, este é o nome do deus do medo, filho de Ares. Por isso, o termo fobia é usado para se referir a medo.

Júpiter

Fonte: Segredos do Mundo

Já Júpiter, recebeu o nome do deus romano equivalente a Zeus, para os gregos. Isso porque, assim como Zeus é o maior dos deuses, Júpiter é o planeta mais majestoso.

Assim como Marte, as luas de Júpiter também receberam nomes relativos a outros seres mitológicos. Mas, não tem como falar delas aqui, já que são 79 ao todo!

Saturno

Fonte: Segredos do Mundo

Saturno é o planeta que se move mais lentamente, por isso, recebeu o nome deus romano do tempo. No entanto, para a mitologia grega, essa divindade seria o titã Cronos.

As luas de Saturno, de modo geral, também receberam nome de titãs e outros seres mitológicos.

Urano

Fonte: Fandom

Urano, na mitologia romana, é o deus do céu. A associação aconteceu, porque este tem uma tonalidade azul. Contudo, esse planeta não foi nomeado na antiguidade, como os demais.

Isso porque, o astrônomo britânico William Herschel  descobriu o planeta em 1877. Desse modo, ele decidiu nomeá-lo como Georgium Sidus em homenagem ao rei George III. No entanto, outro astrônomo, anos mais tarde, resolveu renomear e manter a tradição de nomes mitológicos.

Netuno

Fonte: Segredos do Mundo

Netuno, o planeta azul como também é conhecido, é uma homenagem ao deus dos mares. Na mitologia grega seria chamado de Poseidon. Como você deve imaginar, essa escolha foi feita, pois como o mar, o planeta tem a cor azul.

Plutão

Fonte: Segredos do Mundo

Apesar de não ser mais considerado um planeta, Plutão merece estar nessa lista. Seu nome foi escolhido em homenagem a Hades, deus do submundo. Isso porque, ele era o mais afastado do mundo. Bem como, Hades era o deus de tudo que é obscuro.

Gostou dessa matéria? Talvez essa também te agrade: Curiosidades científicas – 20 fatos inacreditáveis sobre a vida e o Universo

Fonte: UFMG, Canal Tech

Imagens: UFMG, Canal Tech, Amino Apps, Mitos e lendas

Por <a href='https://segredosdomundo.r7.com/author/amandasales/' rel='dofollow' class='dim-on-hover'>Amanda Sales</a>
Por Amanda Sales
Jornalista, escritora, redatora e social media. Gosto de coisas demais para caber aqui. Instagram: @tobemcansada